Geral

Tempestade causa destruição no RS e chega à SC

Ouça a matéria

A cidade de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre (RS), sofreu nessa segunda-feira (15) à noite com uma forte tempestade. Residências e comércios foram destelhados com a força dos ventos, além da destruição provocada pela chuva de pedras de granizo. A tempestade, que é considerada como uma frente fria pela Defesa Civil do Estado, avança no sentido a Santa Catarina.

A aproximação da frente fria trouxe nebulosidade às cidades catarinenses nas proximidades com a fronteira do Rio Grande do Sul. Segundo o meteorologista Victor Meireles, da Defesa Civil de SC, as temperaturas estão mais altas, mesmo com as rajadas de vento. Nas regiões do Oeste e do Extremo-Oeste, às 20h desta segunda (15), a temperatura oscilou entre os 24°C a 28°C. Nas cidades do Litoral Sul, o calor chegou aos 27°C.

As rajadas de vento devem variar de 40 km/h a 77 km/h, do Extremo-Oeste ao Litoral-Sul. O comunicado da Defesa Civil alerta para a chegada da frente fria nas próximas horas e a ocorrência de temporais. Não é descartada a possibilidade de chuva de granizo.

No Rio Grande do Sul, além de Canoas, as cidades de Eldorado do Sul, Rio do Pardo e Guaíba também registraram ocorrências pela força dos ventos e pelas pedras de granizo. Várias regiões estão sem energia elétrica no estado vizinho. Árvores e postes bloquearam rodovias como as BRs 116 e 448.

A chuva deve permanecer em Santa Catarina até quinta-feira (18). A partir daí, a previsão é de frio intenso pelo Estado.

Silvana Baitala

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo