Sobrevivente de batida entre trem e ônibus da Apae sofre mal súbito e morre 12 dias após acidente

Aly Maltaca
Imagem: Reprodução

Na segunda-feira, 20 de março, a Prefeitura de Jandaia do Sul, no Norte do Paraná, informou que uma das sobreviventes do acidente entre um trem e um ônibus escolar da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, a APAE, morreu após sofrer um mal súbito.

Maria de Lourdes Henrique, estudante de 56 anos, chegou a ficar internada por dois dias no Hospital Norte Paranaense por conta do acidente; de acordo com informações ela teve cortes pelo corpo e uma costela quebrada.

Maria estava se recuperando em casa quando passou mal após tomar café da manhã e foi levada para atendimento em um hospital do Município para realizar uma lavagem estomacal, no mesmo dia ela sentiu fortes dores nas pernas e ao realizar um exame, foi identificada uma fratura na bacia.

A suspeita dos familiares é que a lesão na perna não foi apontada pela equipe médica durante o internamento; ao retornar para casa, ela passou mal e morreu antes da chegada do socorro, conforme a família.

Compartilhe este Artigo