Segurança

Menina de 11 anos é salva de estupro ‘por acaso’ em SC

Ouça a matéria

Uma abordagem policial salvou uma menina de 11 anos de um estupro na noite desta quinta-feira (22) no Vale do Itajaí. Agentes da PMRv (Polícia Militar Rodoviária) retornavam de uma ocorrência em Brusque, quando avistaram um carro em atitude suspeita e ao realizarem a abordagem flagraram o ato.

Um homem de 51 anos, ao ver a viatura da PMRv, saltou do banco traseiro para o dianteiro, o que chamou a atenção dos policiais. Ao se aproximarem do veículo, os agentes perceberam que o homem estava com a bermuda aberta e sem cueca.

Ao verificarem o automóvel, os policiais notaram que havia uma criança no banco traseiro. A menina de 11 anos já estava seminua quando os policiais chegaram e a cueca do suspeito estava jogada no banco dianteiro do carro.

A PMRv acionou o Conselho Tutelar de Brusque, que foi até o local e prestou atendimento à criança. Já o homem foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia. A Polícia Civil agora assume o caso e conduzirá a investigação.

O Conselho Tutelar foi acionado e o homem foi preso em flagrante. Na delegacia, foi confirmada a prisão em flagrante e o suspeito negou o crime. “Ele falou que estava passando mal, com diarreia, por isso ele tirou a roupa. Questionado sobre o motivo da menina estar seminua também, ele disse que não saberia explicar essa situação”, detalhou à reportagem, o delegado plantonista que atendeu o caso, Daniel Dias. A Polícia Civil afirmou que ele não tinha antecedentes criminais e que morava com a família há seis anos.

Segundo o Conselho Tutelar de Brusque, a menina está sob os cuidados da mãe, que estava em casa durante o flagrante. Ela deve passar por uma equipe multidisciplinar para receber apoio psicológico e da assistência social. “Se a mãe, por acaso, não der continuidade ao tratamento, aí seremos acionados novamente”, afirmou a conselheira Daiana Amorim à reportagem.

Até então, não havia denúncias sobre a família e a mãe não havia levantado alguma suspeita de abuso contra a filha, ainda conforme o Conselho. O pai da garota já é falecido. Nesta sexta-feira (23), a criança deve fazer o exame de corpo de delito, a fim de confirmar se houve abuso ou não.
O nome do suspeito não foi divulgado.

Fonte
ndmais

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo