Curiosidades sobre o COVID-19Esportes

McLaren desiste do GP da Austrália após funcionário testar positivo para coronavírus

Ouça a matéria

A equipe McLaren anunciou nesta quinta-feira na Austrália que não vai participar da primeira etapa do Mundial de Fórmula 1, em Melbourne, depois que um de seus funcionários testou positivo para coronavírus. Por enquanto, a corrida deste domingo está confirmada, mas outros quatro integrantes da equipe Haas ficaram isolados com suspeita de terem contraído a doença, mas os testes deram negativo.

“A equipe se preparou para essa eventualidade e possui suporte contínuo para o funcionário, que agora entrará em um período de quarentena. A equipe está cooperando com as autoridades locais relevantes para auxiliar suas investigações e análises. Zak Brown, CEO da McLaren Racing e Andreas Seidl, diretor da equipe da McLaren F1, informaram a F1 e a FIA da decisão esta noite. A decisão foi tomada com base no dever de cuidar não apenas da McLaren F1, funcionários e parceiros, mas também dos concorrentes das equipes, fãs da F1 e partes interessadas mais amplas da F1. ”

Horas antes, os dois pilotos da McLaren, Lando Norris e Carlos Sainz Jr., fizeram a programação normal de caminhar pela pista e posaram para as fotos oficiais de todo começo de temporada. Até aquele momento, não havia indício de que a equipe pudesse desistir da corrida.

Até agora, além da desistência da McLaren do GP da Austrália, os únicos dois impactos do coronavírus na Fórmula 1 foram o adiamento do GP da China, marcado para abril, e a confirmação da realização do GP do Barein, daqui a uma semana, com portões fechados para o público.

Fonte
Globo Esporte - ge

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo