Saúde

Em cirurgia que durou mais de um dia, médicos brasileiros separam gêmeos siameses 

Ouça a matéria

Em uma cirurgia que foi considerada pela instituição de caridade médica Gemini Untwined, do Reino Unido, como “a separação mais desafiadora e complexa até hoje”, gêmeos siameses brasileiros foram separados. E detalhe que orgulha o país, a equipe de médicos também é brasileira, e o procedimento durou 27 horas.

Arthur e Bernardo Lima, de 3 anos, são gêmeos craniópagos (unidos pelo crânio) que nasceram em 2018 em Roraima. Eles inclusive compartilharam parte do cérebro e uma das principais veias de conexão com o coração.

Eles foram considerados os gêmeos siameses mais velhos a serem separados, e de acordo com a instituição de caridade médica Gemini Untwined, do Reino Unido, “a separação mais desafiadora e complexa até hoje”.

A cirurgia

Uma equipe que contou com mais de 100 profissionais realizou todos os estágios cirurgia. Entre os passos, uma simulação da cirurgia utilizando realidade virtual, que aumentou a eficiência da cirurgia real e criou um mapa digital do crânio compartilhado das crianças, aconteceu em Londres. Outros diversos treinamentos com os médicos foram realizados no Rio.

 Foto: Gemini Untwined & Instituto EEstadual do Cérebro Paulo Niemeyer/Reuters

Após todo o estudo, as crianças foram submetidas à cirurgia, que durou 27 horas e foi considerada pelos médicos como bem-sucedida. Após a operação, os dois irmãos foram colocados um de frente para o outro pela primeira vez. Ainda segundo o R7, as crianças estão se recuperando e não está descartada a possibilidade de novas cirurgias à medida que envelhecerem.

Fonte
ndmais

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo