CidadaniaGeralLitoral

Carnaval 2020: Campanha Não é Não conscientiza estudantes sobre assédio no carnaval

Ouça a matéria

Uma recente pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) revelou que 48% das mulheres brasileiras afirmaram já terem sofrido algum tipo de assédio no carnaval. Ainda que seja uma festa de descontração, o carnaval não é pretexto para a importunação sexual.

Crime previsto em lei, a importunação sexual é definida como a “realização de ato libidinoso na presença de alguém de forma não consensual, com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. Passadas de mão, beijos à força, “encoxadas” — infelizmente, comuns no carnaval — são enquadradas no crime, que pode levar de 1 a 5 anos de prisão.

Como forma de combater o assédio, em 2017 um grupo de amigas criou a campanha Não é Não, para conscientização e combate ao assédio e importunação sexual. O que começou como uma ação local, ganhou o Brasil e hoje é lema de muitos carnavais. Uma tatuagem temporária é distribuída em locais de grande aglomeração durante a festa. A mensagem é uma só: Não é Não.

Foto: Marina Cremasco

Em Guaratuba, ações em escolas da rede estadual buscam informar estudantes sobre a questão. Marina Cremasco (20) é embaixadora do Não é Não no Litoral e acredita que a campanha tem sido fundamental para o fortalecimento de ações que previnam o assédio, não só na festa como no restante do ano.

Esse é o segundo ano da ação no carnaval de Guaratuba. Para 2020, além de Marina, outras mulheres se articularam para alcançarem um maior número de pessoas durante os dias de festa.

Foto: Marina Cremasco

Reforçando o respeito aos limites e às escolhas individuais, a tatuagem é um recurso que vem fazendo a diferença na vida das mulheres. Além de um símbolo do combate ao assédio, Cremasco acredita que a tatuagem seja um vínculo entre as mulheres que aderem à campanha. “A nossa intenção é criar uma rede de proteção”, comentou.

A perspectiva para o futuro do movimento no litoral do Paraná é que se expanda o número de envolvidas nas ações propostas pelo movimento, como também que a campanha Não é Não alcance ainda mais mulheres nos próximos anos.

Com ou sem tatuagem, o respeito é fundamental. Para o carnaval de 2020, Cremasco ressalta a importância da união das mulheres durante as festividades: “Que elas se sintam acolhidas”, deseja.

 

Para mais informações sobre a campanha no Litoral, o contato pode ser feito via instagram: @marinacremasco

 

(Redação de Victor Assis)

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo