Ator Paulo César Pereio, nome histórico do cinema brasileiro, morre no Rio de Janeiro neste domingo (12)

Carlos Moraes
Foto: Reprodução redes sociais

O ator Paulo César Pereio morreu na tarde deste domingo (12), no Rio de Janeiro. Ele tinha 83 anos. A informação foi confirmada pelo Hospital Casa São Bernardo, onde ele estava internado.

De acordo com a unidade de saúde, o ator estava em tratamento de uma doença hepática avançada e foi levado ao hospital durante a madrugada, já em estado grave.

Paulo César Pereio nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 19 de outubro de 1940. Tem trabalhos marcantes na TV, teatro e no cinema, onde atuou em mais de 60 filmes. Trabalhou em filmes de cineastas importantes do cinema brasileiro como Glauber Rocha, Hector Babenco, Arnaldo Jabor, Hugo Carvana e Ruy Guerra.

Citando alguns trabalhos, Pereio atuou em “Terra em transe”, de Glauber Rocha. Com Arnaldo Jabor, esteve em “Toda Nudez Será Castigada”, filme baseado na peça de Nelson Rodrigues, e “Eu te amo”.

O ator estava no elenco de Roda Viva, peça de Chico Buarque encenada por Zé Celso Martinez Corrêa no fim dos anos 1960.

O ator foi casado 3 vezes e teve 4 filhos, dois deles com a atriz Cissa Guimarães.

“Eu era uma menina e você me mostrou o mundo e o amor pelo nosso ofício. Fizemos filhos e história, meu amor, e agora temos nossos netos lindos para continuar nosso amor, que será sempre eterno!”, disse Cissa Guimarães na portagem de uma rede social.

O ator João Velho, filho dos dois, agradeceu as mensagens de apoio e destacou a importância do pai.

“Morre com ele um pouco da história do cinema, da nossa cultura. Ao mesmo tempo que é um dia de tristeza, também é de celebração, pois o meu pai sempre viveu a vida com muita intensidade”, afirmou João.

O corpo de Paulo César Pereio tem previsão de ser sepultado na terça-feira (14), mas não há previsão de local e horário.

Compartilhe este Artigo