Política

A Justiça Eleitoral garantindo a Acessibilidade nas Eleições 2020

Ouça a matéria

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), até o dia 6 de maio de 2020, todos os eleitores com deficiência poderão solicitar a sua transferência para uma seção eleitoral acessível. Segundo informa o doutor Rogério de Assis, juiz membro da Corte e presidente da Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão do TRE/PR, a pessoa com deficiência que não fizer o recadastramento informando a sua condição poderá encontrar dificuldades no dia das eleições.

Com o recadastramento, o eleitor será transferido para uma seção eleitoral no primeiro andar ou mais próxima da entrada do local de votação, por exemplo.

Para se recadastrar, o eleitor com deficiência deve comparecer à Central de Atendimento ao Eleitor da sua cidade, com os seguintes documentos:

– Documento de Identificação original: São aceitos carteira de identidade, certidão de nascimento (se solteiro) ou casamento, carteira nacional de habilitação – CNH – ou outro documento de identificação oficial com foto; Comprovante de residência emitido há mais de 3 meses, a exemplo de contas de água, luz, telefone ou envelopes de correspondências oficiais, entre outros. A data do documento não poderá ser superior a um ano e, Título de eleitor (se houver).

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo